1) Conhecer as regras:

Estude com muita atenção as regras do debate: quem faz pergunta para quem, tempo de resposta, direito de resposta, abertura e encerramento, o uso de auxiliares, o uso de documentos, gráficos, fotos, se haverá audiência ou não, movimentos de câmera, arranjo espacial do estúdio ou palco. A própria preparação já deve levar em conta estas regras.

2) Conhecer o ambiente do debate:

Você não pode ser surpreendido por nada no debate, assim, deve conhecer, por antecipação, o formato físico do ambiente onde ele vai ocorrer. Desde as cores de fundo (que vão determinar a cor de suas roupas), até detalhes como se haverá mesa, o tipo de cadeira, se há um pódio, se os debatedores ficarão em pé ou sentados, se haverá uma mesa e a sua posição espacial no espaço.

3) Batalhe por regras que o favoreçam:

O candidato, por meio de seus representantes, precisa aprovar as regras e o ambiente antes do debate. Portanto, você terá uma chance para tentar condições que o favoreçam. Se você gosta de anotar, ou se não se sente bem numa cadeira, sem espaço para apoiar os braços lute para que haja mesa, ou pódio, por exemplo. Em todas as questões para regrar o debate, batalhe pelo que mais lhe convém.

4) Prepare seu pronunciamento de abertura e encerramento:

Estes são dois momentos em que você poderá dizer o que quiser. Portanto, prepare-os com antecedência, redigindo em notas num cartão. São momentos para afirmar sua mensagem de maneira forte, estruturada e concisa. Principalmente a abertura é muito importante porque é nela que a audiência será maior. Não esqueça que outros falarão antes ou depois de você. Por isso seu pronunciamento deve ser forte e impactante comparado favoravelmente aos outros e para ser retido na memória.

No encerramento você terá que ser mais flexível com suas notas. Conforme tenha evoluído o debate, esta é a oportunidade para fazer os ajustes necessários, seja para reiterar uma afirmação importante que ficou vaga, seja para defender-se de uma acusação para a qual você não teve tempo suficiente durante o debate, seja para corrigir algum erro ou descuido cometido.

5) Prepare “soundbites” para questões importantes:

Soundbites são frases curtas, bem-apanhadas, fortes, de efeito, que resumem uma idéia ou uma opinião sobre um tema ou pessoa, de maneira sintética e que, por isso são lembradas pelo ouvinte.

Como, na maioria das vezes você pode prever o que seus adversários vão perguntar, prepare seus soundbites antecipadamente.

debateCuidado com duas coisas:

  1. Se o soundbite foi feliz e funcionou, não caia na tentação de repeti-lo, ele vai perder força.
  2. Atenção com o humor. Se o “soundbite” for humorístico, que seja muito apropriado, sem escorregar para o nível do deboche.

Nos debates de Reagan e Carter, este último insistia sempre num mesmo tema, Reagan então antes de responder a pergunta dizia, com algum enfado, “Hi, lá vem você novamente com a mesma cantiga”. A frase teve impacto e foi gravada. Ela correspondia provavelmente ao que os expectadores sentiam. Dava a impressão de irrelevância do assunto e de teimosia, impertinência e falta de imaginação de Carter.

6) Dirija-se ao público certo:

O debate é uma “luta de gladiadores” moderna. A luta entre adversários, é pública e assistida por uma audiência que decidirá sobre um veredito. Assim, acostume-se a pensar que, embora quem lhe faz a pergunta é um adversário, ela lhe dá a oportunidade para comunicar-se com o público que assiste. Fale para este público ao responde-la, nunca perca-o de vista, ainda que a teatralidade do debate e a provocação do adversário crie a tentação de você falar para ele.

7) Comece na ofensiva:

Abra sua participação na ofensiva e permaneça nela. Não confunda abrir na ofensiva com ser agressivo contra os outros. Ocupar posição ofensiva significa afirmar suas idéias com força, com disposição para pautar os outros. Atitude ofensiva no conteúdo e na postura.

8) Surpreenda seu adversário:

Lembre-se que seus adversários deverão estar tão inseguros quanto você, e que nada é pior num debate do que ser surpreendido com uma situação para a qual não se preparou. Certas perguntas podem ter este poder de tirar o adversário do seu ponto de equilíbrio, mas há muitas outras formas de surpreendê-lo. Cuidado, entretanto para não sair dos limites de civilidade do debate. Usar uma declaração dele, feita há muito tempo, apresentar um documento perturbador podem ser outros exemplos de ações que desequilibram o adversário.

9) Evite desentender-se com o moderador:

O moderador é a autoridade máxima do debate. O candidato que entra em conflito com o moderador passa a imagem de mesquinhez, ansiedade e insegurança… Afinal, o moderador em tese está ali defendendo o interesse geral e você aparece lutando por um interesse próprio.

Se, entretanto, o moderador não está sendo justo, afirme sua posição com serenidade e firmeza, para não passar por fraco.

10) Cuidado com ataques não preparados antes:

Às vezes ocorre a oportunidade, durante a discussão, de fazer um ataque forte ao adversário. Pense rápido, mas pense bem antes de faze-lo. Ataques que não foram previamente preparados podem ser derrubados por falta de evidência que os sustente. Estes ataques surpresa podem render muito, mas podem também derruba-lo.

Sem as evidências a mão (ou na memória) você pode parecer irresponsável, agressivo, sem escrúpulos, tornando seu adversário numa vítima que, indignada volta o ataque contra você. Nesta situação você ficará na defensiva tentando explicar melhor o que disse. Evite também aqueles ataques mesquinhos e pessoais, e mantenha sempre uma postura de serena dignidade, seriedade e equilíbrio.