Login

Register

Login

Register

Widget Image

Maiorias no Congresso Nacional

Nas decisões políticas tomadas em grupo, podemos utilizar o exemplo do que ocorre no interior da Câmara dos Deputados. As escolhes são referendadas não apenas pela escolha de um indivíduo, mas sim pelo grupo que participa desse processo. Essa preferência é realizada a partir de um princípio chamado de maioria, isto é, uma parte dos membros de um órgão, formado por um conjunto de indivíduos. Não é apenas uma pessoa que decide, até alcançar um número inteiro. As maiorias dividem-se em absoluta, qualificada e simples.

Maioria Absoluta no Congresso

A maioria absoluta é a metade do número de indivíduos que compõe o grupo mais um. Exige no mínimo metade do total dos membros que compõe a casa. Simplificando numericamente seria a fórmula 50% + 1. Se pegarmos como exemplo a Câmara dos Deputados Federais brasileira, que possui 513 membros, nas votações que precisem de maioria absoluta necessita-se de 257 votos.

Maioria Qualificada no Congresso

A maioria qualificada é a relação dos membros de um determinado grupo/órgão, presentes, ou ausentes, e pode ser exigida em diversas escalas, sendo necessários 3/5 ou 2/3 para que a proposta em votação e/ou discussão seja aprovada.

Maioria Simples no Congresso

Assim como a maioria absoluta, a maioria simples exige participação de metade mais um dos membros que compõe a casa. A diferença é que na maioria simples se exige a metade dos indivíduos presentes à sessão, e não o total do grupo que forma a casa. Se uma votação na Câmara Federal, para continuarmos neste exemplo, exige-se maioria simples para determinada sessão e apenas 300 deputados compareceram à votação, os números de votos para aprovação desta deve ser de 150 + 1 voto, se fosse exigida maioria absoluta, este número seria de 257.

Compartilhar
Rate This Article
Nenhum comentário

Leave A Comment