Widget Image
SIGA-NOS
InícioA Técnica e a Prática

Nem todo o político tem a mesma necessidade de providenciar visibilidade para si mesmo. Titulares de cargos únicos - Presidente da República, Governador de Estado, Prefeitos, Presidentes de Casas Legislativas, ou Ministros das principais pastas - têm sua visibilidade assegurada

Mário Sérgio Conti, no livro "Notícias do Planalto: a imprensa e Fernando Collor", narra a história do programa da Rede Globo, no qual o ex-presidente pôs em curso a expressão marajás do serviço público, e que pode ser considerado o

A investigação do desempenho do adversário eleitoral em sua(s) prévia(s) funções no executivo é uma poderosa arma no conflito político em torno da eleição. Erros, deslizes, descuidos, irregularidades e ilegalidades já o colocam na defensiva, tendo que se explicar, mal

Um candidato, para se eleger, precisa superar quatro desafios: Ser conhecido Ser identificado Ser comparado Ser votado Ninguém vota num candidato que não conhece e precisa ser capaz de identificá-lo com sua mensagem, imagem, e publicidade, para poder compará-lo com os

Durante a campanha de 1992, a campanha do candidato Bill Clinton produziu vários comerciais biográficos. Eram as principais armas que dispunha para apresentar, difundir e defender a sua imagem. Clinton era Governador do estado de Arkansas e desafiava o presidente em

No marketing comercial, a pesquisa qualitativa é usada para testar a reação do público, antes do lançamento do produto. Sua utilidade está em testar não apenas o produto em si, como seus atributos e acessórios (nome, marca, cor, embalagem, slogan,

A campanha negativa (propaganda política com intuito de desqualificar pessoal, profissional ou politicamente o adversário) tem-se revelado uma arma de campanha muito poderosa, mas cujo uso envolve riscos elevados. O mau uso desta arma volta-se sempre contra quem a utilizou. Uma

A hegemonia da televisão, como principal meio de comunicação entre candidatos e eleitores, trouxe profundas mudanças na forma de fazer política. Estas mudanças ocorreram em todos os países onde a política, e particularmente as campanhas eleitorais, passaram a usar a

Como ocorre com o lançamento da candidatura, a posse é um evento de um só dia, mas que se projeta sobre o futuro imediato. Ou é bem aproveitado, ou perde-se para sempre a oportunidade. Há posses para todos os gostos.

Assim como a montagem da campanha demandou a construção de uma organização complexa e custosa, especialmente para disputar a eleição, a liquidação da campanha também demandará tempo, trabalho e custos. Se você venceu, tudo é mais fácil, ainda que necessariamente precisará