Widget Image
SIGA-NOS
InícioEstratégia e Planejamento

Propor ou Atacar? Esta é uma discussão infindável nas campanhas políticas, sobretudo naquelas para cargos executivos, nas quais a disputa inevitavelmente tende a se polarizar e a personalizar-se. A verdadeira dúvida reside na incerteza sobre (1) a eficiência de um ou

Para quem ocupa uma cadeira no legislativo, seja em que âmbito for (municipal, estadual ou federal), a proximidade das eleições é sempre marcada por uma imensa angústia. Isso ocorre porque no Brasil a taxa de renovação nos legislativos, também chamada

Para lidar bem com a imprensa é fundamental entender como ela encara a cobertura da campanha eleitoral. Sem entender muito bem este "viés profissional" da imprensa, sua candidatura entrará continuamente em rota de colisão com ela. Em primeiro lugar, é fundamental

"Não minta. Mas também não conte toda a verdade" explicita um princípio, característico do que se costuma chamar de "corrente realista" na política. Os grandes nomes deste movimento são Maquiavel e Baltasar Gracián. A "corrente realista" de análise da política caracteriza-se

O candidato precisa da imprensa e a imprensa precisa dele. Como tal, gostando ou não, estão amarrados uns aos outros pelo tempo que durar a campanha. A relação que os une, entretanto, é extremamente complexa. Há cooperação entre eles, mas

É muito comum no período eleitoral, fazer campanha para um eleitor abstrato ao invés do eleitor real. Há campanhas que direcionam sua comunicação eleitoral para um eleitor que não existe na vida real e que não passa de uma criação mental

Esta é uma daquelas questões que desafiam uma única e consensual resposta. Há casos à mão para todas as respostas possíveis. Não obstante, esta é uma questão crucial, para o esforço de reeleição, assim como para o próprio exercício do mandato. Há

Louis XIV, o Rei Sol, o construtor de Versalhes, que reinou por 72 anos, tinha uma corte numerosa, composta de aduladores ambiciosos em busca do poder e da riqueza. Seu reinado foi esplêndido e em torno de sua pessoa construiu-se

James Carville, em Alls Fair, cita Mandy Grunwald, consultora de mídia da campanha de Clinton em 1994, numa frase que se tornou célebre: "A mídia é um monstro gigantesco que se alimenta de diversas manchetes por dia, e que precisa ser

Passado o período de “lua de mel” o governante logo descobre que a sua vitória corresponde a uma metade do poder de governo. A outra, está localizada no Poder Legislativo; é composta de políticos também eleitos para um mandato coincidente